Thursday, 3 September 2009

Tenorio Jr. ”Embalo”

Tenorio Jr.

Embalo
( LP RGE Records, 1964 )
Catalog # XRLP-5.234

Tracklisting:
1. Embalo
2. Inutil Paisagem
3. Nebulosa
4. Samadhi
5. Sambinha
6. Fim De Semana Em Eldorado
7. Nectar
8. Nuvens
9. Consolacao
10. Estou Nessa Agora
11. Carnaval Sem Assunto

Review:
Fantastic! This is one of the all-time Brazilian jazz classics of the 60’s — and one of the most sought after bossa albums ever! Pianist Tenorio Jr leads a crack ensemble through some fantastic tracks — as warm and soulful as they are tight and angular, a perfect summation of the bossa jazz idiom at its truest expression! The writing is fantastic throughout — and the album includes loads of great numbers — including the famous “Nebulosa”, instantly recognizable from a sample used by United Future Organization, and the tracks “Clouds”, “Nectar”, “Embalo”, and “Estou Nessa Agora”.
© 1996-2009, Dusty Groove America, Inc.

Nota:
Considerado um dos músicos mais importantes da bossa nova, o piano de Tenório Jr pode ser ouvido em discos antológicos da década de 1960, assim como nos melhores trabalhos de artistas como Lô Borges, Milton Nascimento, Beto Guedes, Nelson Angelo, Joyce e Edu Lobo, entre outros.
Tenório Jr foi protagonista de um dos casos mais macabros da historia da musica brasileira. Em 1976 ele viajou para Buenos Aires, acompanhando Vinicius de Moraes e Toquinho na turnê de um show. No dia 18 de março desse mesmo ano, após uma apresentação no Teatro Grand Rex, Tenório voltou para o Hotel Normandie, onde estava hospedado, dizendo que precisava descansar.
Às três horas da madrugada, deixou um bilhete na porta do quarto de Vinicius, que dizia: “Vou sair para comer um sanduíche e comprar um remédio. Volto logo”. Na rua, foi levado preso pela rede clandestina da repressão oficial argentina, na época do ditador Jorge Videla. Torturado durante nove dias, mesmo após ter ficado claro o seu não envolvimento com atividades políticas, morreu com um tiro na cabeça. Deixou sua mulher grávida e quatro filhos. A quinta criança nasceu um mês após o seu desaparecimento.
A embaixada brasileira foi comunicada do assassinato de Tenório Jr, no mesmo mês de março de 1976, mas o governo jamais tomou a iniciativa de se comunicar com os familiares do músico, que não receberam sequer seus restos mortais. Eram tempos muito difíceis aqueles.
Seu único disco solo Embalo, de 1964, foi relançado em 2004 pelo selo Clube do Jazz, da Som Livre e está ai embaixo pra vocês curtirem. Reparem na excelência do som, que – além do piano moderno e arrojado de Tenório Jr – tem Paulo Moura no sax, Milton Banana na bateria e Raul de Souza, no trombone. Tudo fera.
De ”A Vitrola da BethS

Visit Bacoso’s Orgy In Rhythm for his post.

By Pier

1 comment:

rebolo said...

password:

myfavouritesound

NOTE: Pictures copyright held by photographers. If you are the photographer of any picture and would like it removed please email us.

''Quidquid id est, timeo Danaos et dona ferentis.''


©® 2006-2016 My Favourite Sound© 1.0 (CC Licensed 3.0)